PEQUENOS MUNICÍPIOS RURAIS CEARENSES: CONSIDERAÇÕES SOBRE O MERCADO DE TRABALHO FORMAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

José Edigle Alcantara Moura, Maria Jeanne Gonzaga de Paiva

Resumo


A pesquisa tem como objetivo caracterizar a dinâmica do mercado de trabalho formal da administração pública nos pequenos municípios rurais no Ceará em 2010 e 2016. Para isso, recorre-se a base de dados da RAIS do MTE. Os principais resultados evidenciam que, de todos os municípios considerados, participaram em 2016, com 64,30% do total de postos de trabalho gerados, enquanto o Estado do Ceará como um todo, responde por pouco mais de um quarto do total das ocupações formais. No tocante às características socioeconômicas e sociodemográficas, percebe-se concentração da mão-de-obra do sexo feminino com idade entre 30 a 49 anos e média de escolaridade formal relativamente superior aos demais setores da economia local, somado a uma relativa estabilidade no tempo de serviço, o que impactam em melhores ganhos salariais, principalmente na faixa de mais de três a cinco salários mínimos, indo ao encontro da teoria do capital humano.

Texto completo:

PDF


ÂNIMA/Centro Universitário UNISOCIESC - Blumenau/SC Rua Pandiá Calógeras, 272 CEP: 89010-350 - Blumenau - SC Telefone: (47) 2111 2900 e-mail: rica@sociesc.com.br e-mail: oscar.dalfovo@unisociesc.com.br RIC@ - ISSN 1980-7031 CAPES/QUALIS

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia