A RECESSÃO ECONÔMICA DE 2015 E SEUS IMPACTOS NOS REQUERIMENTOS DE SEGURO DESEMPREGO NO BRASIL

Fábio Bruno Silva, Caroline Miriã Fontes Martins, Vânia Aparecida Rezende

Resumo


As políticas públicas podem ser consideradas o instrumento por meio do qual as questões sociais passam a ser vistas como problemas que requerem algum tipo de solução e entram para a agenda dos governos. Por sua vez as políticas de emprego e renda exercem uma importante função social ao possibilitarem aos trabalhadores mecanismos de assistência financeira, qualificação profissional e intermediação de mão-de-obra no intuito de reinseri-los no mercado de trabalho. Neste sentido o presente artigo tem como objetivo principal verificar se a redução de empregos formais, provocada pela crise política e econômica vivenciada no Brasil a partir de 2015, causou impactos no número de requerimentos para o seguro desemprego.

Texto completo:

PDF


ÂNIMA/Centro Universitário UNISOCIESC - Blumenau/SC Rua Pandiá Calógeras, 272 CEP: 89010-350 - Blumenau - SC Telefone: (47) 2111 2900 e-mail: rica@sociesc.com.br e-mail: oscar.dalfovo@unisociesc.com.br RIC@ - ISSN 1980-7031 CAPES/QUALIS

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia