EXPERIÊNCIAS NO MERCADO DE TRABALHO DE TRAVESTIS CEARENSES: ANDANÇAS ENTRE AS TERRAS DE PADRE CÍCERO E SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Antoniel dos Santos Gomes Filho, Miguel Ângelo Silva de Melo, José Antônio Albuquerque Filho, Érika de Sá Marinho Albuquerque

Resumo


O texto/artigo apresentado em tela tem como objetivo (re)conhecer e analisar as experiências no mercado de trabalho das travestis cearenses, no intuído de realizar uma análise social sobre as condições e possibilidades de atividades laborais para as pessoas LGBT. Metodologicamente a investigação fez uso da História Oral, tendo como informantes travestis cearenses residentes nos municípios de Juazeiro do Norte e Canindé, sendo estes considerados cidades-satuários, tendo importância cultural e religiosa em âmbito nacional e internacional. Através das entrevistas realizadas juntamente com os aportes teóricos foi possível perceber que as populações LGBT ainda forem discriminação e preconceito no mercado de trabalho, com um agravamento para as populações Ts – Travestis, Transexuais e Transgêneros. Nota-se um movimento, ainda pequeno, das organizações empresariais privadas no campo da gestão da diversidade como meio de modificação desse quadro, mas tendo em vista as construções históricas e sociais que tem na heteronormatividade uma base, há ainda um grande caminho a ser percorrido para a quebra de tais barreiras no mercado e ambiente de trabalho que envolve as populações LGBT.

Texto completo:

PDF


ÂNIMA/Centro Universitário UNISOCIESC - Blumenau/SC Rua Pandiá Calógeras, 272 CEP: 89010-350 - Blumenau - SC Telefone: (47) 2111 2900 e-mail: rica@sociesc.com.br e-mail: oscar.dalfovo@unisociesc.com.br RIC@ - ISSN 1980-7031 CAPES/QUALIS

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia