DESGASTE FÍSICO, PSÍQUICO E SOCIAL, COMO INTEGRANTES DAS “CONDIÇÕES DE TRABALHO” EM ORGANIZAÇÕES

Andrea Lenici Nieviroski, Wellington Lima Amorim Lima Amorim

Resumo


RESUMO: Buscar um maior entendimento sobre as repercussões de determinadas condições de trabalho, na saúde mental dos trabalhadores, torna-se possível através da busca do conhecimento de mecanismos de desgaste mental decorrentes. Além disso, também é possível através da compreensão da utilização de defesas contra tais sofrimentos nestas organizações de trabalho, recaindo, desta forma, em um silenciamento do sofrimento em detrimento de uma cultura da promoção do adoecimento, incluindo a discussão da tristeza como tabu. Estudos interdisciplinares sobre saúde mental dos trabalhadores são sugeridos como essenciais para maior compreensão de tal assunto, tamanha sua complexidade. O caráter bibliográfico deste artigo abrange a leitura, análise e interpretação de livros, períodicos, artigos, etc. Trata-se de leituras atentas e sistemáticas que poderão servir à fundamentação teórica de outros estudos, além de proporcionar conhecimento de diferentes bases científicas disponíveis sobre o tema.

Texto completo:

PDF


ÂNIMA/Centro Universitário UNISOCIESC - Blumenau/SC Rua Pandiá Calógeras, 272 CEP: 89010-350 - Blumenau - SC Telefone: (47) 2111 2900 e-mail: rica@sociesc.com.br e-mail: oscar.dalfovo@unisociesc.com.br RIC@ - ISSN 1980-7031 CAPES/QUALIS

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia